>  >  > 
Os 10 melhores destinos europeus para a prática do surf

Peniche, Portugal

Peniche é a localidade portuguesa por excelência para a prática do surf. Com uma diversidade de ondas que deixaria qualquer Havaiano a roer-se de inveja – a designação Supertubos não nasceu por acaso –, esta vila piscatória fica situada a 90 quilómetros do aeroporto de Lisboa, para além de constituir uma ótima opção para uma jornada de surf em território europeu. A melhor forma de lá chegar é pela estrada (de carro), especialmente para carregar todo o material necessário à prática de surf!

São Sebastião, Espanha

Situada no País Basco, junto dos Pirenéus, esta pitoresca cidade espanhola representa um dos melhores pontos de paragem da Europa para os surfistas. Facilmente acessível, pelo aeroporto de São Sebastião, seja de carro ou de comboio, esta praia é ótima para surfar em qualquer altura do ano, com especial destaque para a primavera, altura em que as ondas são mais favoráveis.

Mundaka, Espanha

Surfar na Europa não poderia ser melhor do que isto! Do outono à primavera, esta antiga vila piscatória, limítrofe de Bilbau, acolhe os mais experientes surfistas para jornadas de surf na Europa absolutamente inesquecíveis! A melhor maneira de lá chegar é de avião, até ao aeroporto de Bilbau. Uma vez aí, poderá apanhar um autocarro ou alugar um carro. A viagem demora cerca de 1 hora para chegar ao seu destino.

The Bubble, Ilhas Canárias, Espanha

Este é o destino ideal quando se pretende juntar o útil ao agradável: surfar, comer e divertir-se! A melhor altura do ano para surfar nas Canárias é de novembro a fevereiro, e não faltam por lá opções. Desde hotéis de cinco estrelas a albergues ou pousadas mais modestas, esta ilha espanhola dispõe de alojamentos para todas as carteiras.

Biarritz, França

Esta cidade francesa, situada no Sudoeste, apresenta diversas praias para todo o tipo de surfista: iniciantes e mais experientes. Entre o mar e as montanhas, esta linda cidade tem o seu próprio aeroporto, mas também é acessível pela autoestrada A63.

Hossegor, França

No que toca ao surf, Hossegor é verdadeiramente um dos melhores destinos da Europa. As ondas são fenomenais – às vezes, chegam a ser brutais, mas são para muitos o melhor destino, no oeste da Europa, para a prática de surf. Chega-se lá facilmente de carro desde Biarritz, que fica aproximadamente a 42 quilómetros de distância.

Lacanau, França

Lacanau é, sem sombra de dúvida, o mais famoso local de destino para surfar da zona de Bordéus. A área apresenta várias praias e é acessível aos principiantes quando o mar não está muito bravo. Contudo, cautela: quando as ondas ficam agitadas, só mesmo os mais experientes para domar as feras!

Sennen Cove, Cornualha, Inglaterra

Esta lista dos 10 melhores destinos europeus para a prática de surf ficaria incompleta se omitíssemos algumas das praias britânicas. Sennen Cove, que tem das melhores ondas da costa inglesa, tem imenso para oferecer aos surfistas mais experientes! A água fica ligeiramente gelada nos meses de inverno – estamos a falar da Inglaterra, convenhamos! A zona é unicamente acessível de carro – conte umas boas cinco horas de viagem desde London Heathrow.

Watergate Bay, Cornualha, Inglaterra

Se há outro grande clássico no que toca a destinos onde se pratica o surf em Inglaterra, esse destino é em Watergate Bay, em Newquay. Esta praia, comparando com as outras, é bastante mais acessível para os surfistas mais “verdes”! Newquay fica a 5 horas de carro de Londres, e tem acesso pela autoestrada A30. No entanto, circule com precaução, uma vez que as estradas tendem a ser estreitas, para além de se poder deparar com buracos pelo caminho.

Bundoran beach, Irlanda

Dificilmente a Irlanda é um destino que nos vem logo à mente quando se trata de surfar, mas é a mais pura das verdades! Aliás, a praia de Bundoran chegou a acolher o Campeonato Europeu de Surf no ano 2011. As ondas podem ser surfadas o ano inteiro, e a maneira mais fácil de ir lá dar é de carro, embora haja autocarros no local que façam o trajeto Donegal-Bundoran.

Comments

comments

Compartilhe o artigo