>  >  > 
Leis de trânsito em França: o que deve saber

Conhecer as mais importantes regras da estrada pode assegurar viagens seguras para condutores e passageiros. Aqui estão os destaques das principais regras para conduzir em França.

Conduza do Lado Direito da Estrada

Os motoristas conduzem do lado direito da estrada. Isto significa que a linha branca sólida a indicar a berma da estrada (onde aplicável) deve estar sempre à sua direita. A faixa contrária deve estar à sua esquerda. A faixa esquerda de uma estrada com múltiplas faixas é utilizada apenas para ultrapassar.

Limites de Velocidade

Os limites de velocidade dependem da área e das condições da estrada. Por exemplo, cidades e vilas têm um limite de velocidade standard de 50kph, a menos que existam indicações em contrário afixadas (algumas áreas urbanas podem estar restritas a 30kph). As viaturas com reboque ou caravanas devem conduzir entre 45kph a 65kph, dependendo da percentagem que o peso do reboque tenha a mais do que o veículo que o reboca.
Na auto-estrada, o limite de velocidade está entre os 130kph e os 110kph em condições atmosféricas de chuva.

Limite Alcoólico Legal

Apesar dos maravilhosos vinhos, Champagnes e outros Cognacs, é melhor conduzir sóbrio também em França. O limite alcoólico legal é de 0.5 para todos os condutores. É uma imposição legal que os condutores tragam consigo um kit de teste com um bafômetro descartável em qualquer veículo.

Parqueamento

Como regra geral, tenha atenção a todos os sinais de parqueamento e pergunte quando em dúvida. É ilegal estacionar em frente a uma boca de fogo, e é proibido estacionar um carro num sítio de um estrada pública por mais de 24 horas de cada vez. O parqueamento durante a noite não é permitido em nenhum lugar em França, no entanto é OK estacionar numa área de descanso se necessita de descansar. Dependendo da região que vai visitar, irá encontrar parqueamentos privativos que podem ser uma alternativa boa e segura para estacionar o seu carro por umas quantas horas ou dias.

Comments

comments

Compartilhe o artigo